Páginas

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Os homens e os sapatos com berloques


 Hoje é um daqueles dias que eu não queria que existissem. Vou ter um almoço que dava tudo para não o ter, mas tenho de ter e tenho de ir. E como tenho mesmo de ir, toca a ir com atitude e por isso resolvi aperaltar-me toda (a cair, gosto de cair de pé). Pus-me arranjadinha e toca a sair de casa. Ao fazê-lo dei de caras com o meu vizinho betinho, que muda de carro como eu mudo de casaco, que tem filhos na medida em que o Nosso Senhor deseja, que tem um terraço (este género de pessoas tem de ter sempre um terraço) cheio de puf’s de todas as cores, flores exóticas, empregada interna e muita presunção à mistura. Ora bem, dei de caras com ele e como sempre faço e não me lembro de algum dia ter conversado com ele mais do que umas breves e cordiais palavras, disse ‘bom dia’. Ele olha para mim e disse ‘Bom dia. Você está muito bonita’. Pensei que tinha ouvido mal, olhei para ele e perguntei ‘desculpe?’ e ele repete ‘dizia-lhe que você é muito bonita e hoje em especial está muito bonita’. Ora bem, o homem usa sapatos com berloques e eu nunca levo a sério um homem que use berloques onde quer que seja (tive para lhe pedir um berloquezinho porque tenho de fazer um fato de duende para a minha filha e os duendes têm um berloque no chapéu). Para agravar o uso de sapatos com berloques conjuga com lenço de seda na camisa impecavelmente metido para dentro da dita e o cabelo empastado para trás com um ligeiro virar (caracolito) no pescoço. Três conjugações que o matam aos meus olhos. Dei-lhe o meu sorriso mais seco e segui rumo ao meu dia a rir. O betinho deve ter ficado a arder por dentro por perceber que a plebeia que vive no prédio (eu) não sucumbiu aos encantos da nobreza (ele).

5 comentários:

  1. lamentável é a imaginação suburbana... se se estiver a referir a mim, devo já dizer-lhe tem uma bela imaginação

    ResponderEliminar
  2. Como posso estar a referir-me a si se é anónimo?

    ResponderEliminar
  3. Ah, ah, muito bom... também detesto berloques nos sapatos... Como é possível? E quanto ao resto, "cabelo empastado para trás com um ligeiro enrolar em caracol e lencinho para dentro da camisa...", bem, junção inimaginável!!!!!
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Essa mania que os portugueses têm de rotular as pessoas é do mais saloio e mesquinho que pode haver! Já imaginou a senhora que por detrás do tal vizinho beto, que usa sapatos de berloque, lenço no pescoço, terraço, cabelo penteado para tras , etc, pode estar um ser humano? Ou o seu "atraso de vida" nāo lhe permite ver a vida por um prisma diferente? Vá lá....seja menos revoltada e ponha-se de bem com a vida!

    ResponderEliminar