Páginas

quinta-feira, 3 de julho de 2014

tirado do livro que ando a ler


«Os vegetarianos, e a sua fação dissidente ao estilo do Hezbollah, os vegan, são uma irritação permanente para qualquer chefe com um mínimo de qualidade. Para mim, a vida sem a perna de vitela, a gordura do porco, salchichas, miúdos e tripas, caldo concentrado de carne, ou mesmo um queijo malcheiroso, é uma vida que não vale a pena viver».

Anthony Bourdain in Cozinha Confidencial


4 comentários:

  1. Coitado.

    Mas eu percebo. Quem vive para comer, ou vive de seduzir os outros a comerem: só pode pensar assim. É no fundo uma defesa da profissão e de um estilo de vida, cada vez mais em decadência (felizmente) que entende que o prazer se encontra na comida, na bebida, no álcool, nas drogas. (isto e atenção: não obstante o facto de também eu discordar de qualquer tipo de fundamentalismo, em toda e qualquer área da vida).

    Assim, a meu ver, devemos procurar sem dúvida o que nos faz felizes. Se é comer que nem uns doidos e apenas carne e molhos, que o seja! Mas naturalmente isso nos fará perder outro tipo de coisas... e nos pratos da balança, quem já experimentou os dois lados da moeda sabe bem qual deles escolhe.

    Para mim, o modelo de vida a seguir é um estilo de vida saudável com momentos de excepção. E aí sim, vale tudo menos arrancar olhos.

    Opções. Escolhas... boa noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o corpo não é um templo mas um parque de diversões... por isso, sou apologista do pernil de porco, os pezinhos de coentrada, bem como dos legumes salteados da minha mãe. Acima de tudo, que sejamos felizes, nisso não posso concordar mais.
      beijinhos

      Eliminar
  2. Respostas
    1. somos duas. Compra este livro que é magnifico.

      Eliminar